CORRIDA DE RUA x BRANDING DA SUA EMPRESA x ALTO RETORNO DE INVESTIMENTO 🏃🏻‍♂‍🤩📊

Estamos na época de planejamento para 2020, e queria deixar um ponto de atenção para as empresas ficarem ligadas a uma mídia chamada: CORRIDA DE RUA. 👇

O hábito de dar uma corridinha pela manhã ou no final do dia, não faz bem apenas aos praticantes, mas também às EMPRESAS que estão de olho nesse público. O comportamento de cada um dos consumidores nos EVENTOS ou TREINOS vem sendo observado a fim de entenderem quem são e o que querem. Além disso, por ser um esporte democrático, – alcança de crianças a idosos – permite que diferentes marcas atinjam seu TARGET.

Essa proximidade com as PESSOAS, cria uma série de oportunidades para as companhias que atuam direta ou indiretamente com o segmento RUNNING: de organizadoras a patrocinadoras, passando pelas apoiadoras que oferecem samplings. Cada uma delas consegue criar ações de RELACIONAMENTO que podem servir para melhorar a imagem da marca no mercado ou até mesmo lançar um novo produto e observar a adesão dele.


Um belo exemplo disso é o Banco do Brasil, que há 29 anos apoia equipes, atletas, projetos sociais e incentiva o desenvolvimento do esporte brasileiro. No ano de 2014, o banco já idealizava investir R$ 100 milhões em esportes, ampliando os patrocínios para lucrar com mídia espontânea.


Na contramão das outras estatais, que encerraram ou reduziram drasticamente os investimentos, o BB foi o único a continuar com seu programa de patrocínio esportivo em 2019.


Uma das empresas mais conhecidas no esporte em todo o mundo é a Red Bull. Especializada em bebidas energéticas, a companhia ganha cada dia mais espaço e se torna um exemplo de marketing de conteúdo diferenciado. Os resultados podem ser vistos no futebol (como no RB Leipizig, da Alemanha, e Red Bull Bragantino, do Brasil), automobilismo e esportes radicais.


Nestes anos de experiência no mercado, posso dizer que é uma ferramenta efetiva de comunicação onde todo mundo sai ganhando!
A Red Bull não é mais uma empresa de energéticos. Quer dizer. Ainda é, mas é interessante notar como a companhia virou, hoje, essencialmente, uma empresa que vive do esporte. E que ganha dinheiro com isso!

Teoricamente a Red Bull continua a ser ainda a empresa que produz apenas um produto e o vende em tamanhos e sabores diferentes. Mas, no esforço de marketing para a promoção desse produto, a empresa encontrou um novo negócio que, aparentemente, tem se tornado tão importante quanto a venda de bebida energética.


O mais curioso é saber que essa história de investir no esporte começou para mudar a cara da Red Bull, que era vista como uma bebida para ser misturada com um drink alcoólico na balada. Agora, mais do que ser uma marca associada ao esporte, a Red Bull se transformou numa empresa que tem no esporte um braço para ganhar dinheiro.


A Cosan, conglomerado brasileiro com atuação em energia e logística, resolveu abraçar a modalidade esportiva e se lançou como a patrocinadora das corridas de rua do Brasil. Para garantir o título, a empresa promete apoiar mais de 100 provas por ano e veiculou uma campanha publicitária institucional em pleno intervalo do Fantástico em março de 2019

Se você é empresa e quer se informar sobre esse assunto, venha saber mais sobre branding no esporte!

Bora apimentar sua empresa em 2021?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Formulário para denúncias de eventos irregularidades